22 de mar de 2010

Nota do ANDES-SN

Nota pública da Seção Sindical do ANDES-SN na UFRGS sobre os encaminhamentos relativos ao Parque Tecnológico/UFRGS

Temos acompanhado os recentes acontecimentos sobre a proposta de parque tecnológico na UFRGS.

Diante do caráter e âmbito por demais restritos dos encaminhamentos e do debate havidos, reconhecemos como legítimas as manifestações realizadas por parte da comunidade acadêmica (principalmente estudantes e funcionários) para reivindicar uma real, aberta e ampla discussão do assunto.

Lamentamos e reprovamos a presença ostensiva da Brigada Militar no Campus Central (a chamado de quem?) e a violência, com agressões físicas, a que desnecessariamente recorreu à segurança da Universidade (a mando de quem?) – o que indica um inesperado despreparo para o dialogo com os manifestantes e com sua justa reivindicação.

Merecedora de elogio foi à decisão do CONSUN de se abrir à interlocução e à negociação, acreditando na possibilidade de diálogo e reconhecendo que o debate sobre o tema foi limitado e acelerado em função de editais de financiamento que estão por sair. Uma Comissão do CONSUN viabilizou um Fórum para debater com as entidades interessadas no tema antes da votação – esse Fórum tendo a incumbência, com a Reitoria, de promover audiências públicas objetivando garantir, satisfatoriamente esperamos, os esclarecimentos antes da votação.

Surpreendentemente, a Diretoria do DCE/UFRGS, em nota pública, e o representante da ADUFRGS-Sindical/Proifes, em veemente pronunciamento no Fórum, criticaram a salutar decisão do CONSUN de suspender a votação e negociar em prol da discussão democrática. As duas referidas entidades se posicionaram contrárias aos debates, por julgar que a comunidade já estava esclarecida e que a decisão cabia unicamente ao CONSUN. Ora, contrariamente ao que ambas alegam, esses debates não colocam em risco a soberania do CONSUN.

Os professores desta Universidade, certamente, querem a discussão acadêmica das políticas para a Universidade. Ficamos preocupados com notícias de que o formato do processo de debates teria sido remodelado, tornando-se restrito e redutor, à revelia do que foi acordado com a Comissão do CONSUN. Esperamos que tais modificações sejam revistas. Desejamos que o debate seja cordial, realmente amplo, democrático e esclarecedor. De tal forma que o parque tecnológico que venha a ser construído seja embasado nos princípios do respeito à democracia, da gestão solidária e da inclusão social.

Em 19 de março de 2010,

Diretoria Provisória
Seção Sindical/UFRGS do ANDES-SN
(reorganizada em 15/12/2009)

Nenhum comentário: